O BÁSICO - Capítulo 1



INTRODUÇÃO AO CURSO


Vamos lá. Você acaba de iniciar o curso mais completo de Forex em língua portuguesa. E não digo isso apenas para prender sua atenção, pois esse material vai de fato te levar a outro nível, o nível dos profissionais. Se você estudar todo esse conteúdo e entender o que está aqui explicado, não tenho dúvidas que além de poder buscar a consistência, você poderá inclusive ensinar outras pessoas. Isso tudo é devido à altíssima qualidade do conteúdo presente nessa obra.


A cada aula, que recomendo você ler com calma e no seu tempo, você encontrará um índice logo no início, para te guiar adequadamente pelo capítulo, e os links para as aulas seguintes ao final do texto. No finzinho de cada página você poderá comentar o que achou do assunto, e também poderá escrever suas dúvidas e questionamentos, os quais serão respondidos com a qualidade de sempre.


Meu pedido é que estude todo esse conteúdo com a mente aberta, pois o trading tem inúmeros paradoxos e pontos complicados de aceitar, além de o Forex ser um mercado bastante peculiar, com especificidades as quais é preciso atenção. Mas fique tranquilo, a forma como esse material foi escrito vai te guiar em um passo a passo realmente esmiuçado. Ninguém sai daqui sem entender o verdadeiro sentido do que está sendo ensinado. Mesmo assim, o espeço para dúvidas está aberto, e você não estará sozinho nessa caminhada.


Para ter acesso a todo o conteúdo principal do curso, você pode baixar o livro clicando aqui. O assunto é o mesmo, e mesmo que aqui no site haja pequenas atualizações, elas não mudam em nada o valor da obra escrita. São pequenas correções, e ideias extras que podem ser colocadas no início/final de cada capítulo, ou ainda em capítulos extras, ao final do curso, e que servirão de base para uma segunda edição. De qualquer forma, seja aqui ou pelo livro em PDF, também gratuito, você estará estudando o mesmo material, e sendo capacitado para se tornar um excelente trader e profissional no maior mercado do mundo.


Caso queira abrir uma conta demonstrativa, e já ir treinando alguns conceitos, você pode fazer na melhor, maior e mais segura corretora de Forex atualmente, a IC Markets. Clique no link a seguir para visualizar um vídeo tutorial. Mesmo assim, aqui no curso haverá um capítulo específico de como abrir uma conta seja demo ou real, e começar a operar e colocar em prática tudo o que aprendeu nesse curso.


Clique aqui para abrir a conta demo
Clique aqui e assista ao vídeo tutorial

Se estiver gostando do assunto, do mercado Forex, e se você se interessa por outros tipos de investimento, não deixe de conferir a página do Estúdio Trader Investidor. É um projeto onde ensino os membros a se tornarem ainda melhores em suas operações e investimentos, com acompanhamento diário e ao vivo de tudo que eu faço, mostrando na prática e em tempo real como eu invisto meu patrimônio e quais são as operações que faço no Forex.


Clique aqui e conheça o Estúdio Trader Investidor

Sem mais delongas, vamos começar aprendendo os conceitos mais iniciais desse mercado. É através deles que toda a base de sua jornada será fundamentada, pois ninguém se dá bem em um negócio sem saber o máximo sobre ele.



O QUE É FOREX?


O nome “FOREX” é a abreviatura de “Foreing Exchange”, que traduzida literalmente para o português seria “Troca Estrangeira”. E como há o “Forex Market”, temos então o “Mercado de Troca Estrangeira”, comumente chamado aqui no Brasil de Mercado de Câmbio. Se trata de um mercado onde grandes bancos, empresas, governos, investidores e traders negociam as mais variadas moedas existentes no mundo. Nele ocorrem as trocas necessárias para que inúmeras atividades sejam realizadas ao redor do planeta.


Quando decidimos viajar para um país estrangeiro, sabemos que não poderemos usar a nossa moeda naquela localidade, então precisamos trocá-la pela moeda usada no país de destino. Suponha que você faça uma viagem para a Disney, então você precisará trocar seu dinheiro por dólares americanos. Ao fazer essa operação em um banco, ou mesmo em uma casa de câmbio, você estará participando do mercado Forex. Simples assim.


Mas não somente as pessoas precisam substituir seu dinheiro para negociações no exterior, empresas e bancos são frequentes participantes nesse mercado mundial. Imagine uma empresa como a Apple, que deseja comprar insumos na Suíça. A Apple não poderá usar os dólares americanos para essa negociação, ela precisará trocar a sua moeda por francos suíços, para só então ter acesso ao mercado e adquirir os produtos desejados. Imagine agora uma empresa alemã, que queira um empréstimo de um banco inglês. Certamente o banco inglês não poderá entregar libras para essa empresa, já que ela deseja trabalhar com euros no seu país. O banco inglês então, em contato com outro banco da zona europeia, efetuará uma troca de Libras Esterlinas por Euros, para que o empréstimo possa ser realizado. E essas transações serão realizadas onde? Exatamente, no Forex


Tamanho e Funcionamento do Mercado


O mercado Forex é o maior e mais líquido mercado do mundo, onde se movimentam mais de 6 trilhões de dólares diariamente! O Forex funciona 24 horas por dia, durante 5 dias na semana. Os principais centros de negociação estão em Londres, Nova York, Zurique, Tóquio, Frankfurt, Hong Kong, Paris, Singapura e Sydney. Para se ter uma ideia, a Bovespa movimenta cerca de 10 bilhões por dia, o que não é nem 0,2% da movimentação diária do mercado de câmbio mundial.


Desde já, saiba que o mercado Forex não é centralizado, como são, por exemplo, as bolsas de valores. Isso significa que o Forex não tem um local físico, nem um administrador oficial centralizado. Por exemplo, na bolsa de valores de São Paulo, a Bovespa, as ordens de compra e venda são todas processadas em um mercado central, a própria bolsa de São Paulo, e tudo passa por ela. No Forex isso não acontece, pois as negociações de moedas são todas entre bancos (interbancárias). São os grandes bancos mundiais, localizados nas cidades citadas mais acima, que negociam entre eles as transações de trocas de moedas. Não há um local único para essas transações, e não há um órgão central regulador das operações, é tudo negociado "um a um".



Interessante ressaltar que cada banco terá a sua cotação da moeda, que pode ser diferente de outros bancos. Mas as corretoras de hoje conseguem valores bastante próximos dessas cotações, e são responsáveis pelo acesso ao mercado interbancário. Simples traders como nós não temos acesso fácil a essas transações entre grandes instituições, pois eles negociam cifras de milhões, sendo comum negociarem bilhões e bilhões diariamente. Resta-nos operar através de uma corretora que nos forneça a possibilidade de trabalhar com moedas no Forex.


“Já que é um ‘mercado’, o que se negocia nele?”



No Forex, como foi explicado, os participantes negociam dinheiro. Sim, nesse mercado diariamente se compra ou vende dinheiro, moedas de diversos países. Ao comprar dólares americanos, é como se estivéssemos investindo nos Estados Unidos. Da mesma forma, se alguém comprar Real brasileiro, é como se estivesse investindo no nosso país.


Se a economia de uma determinada nação está indo bem, sua moeda se valoriza em relação a outras. Mas se está indo mal, a cotação sofre uma desvalorização. É comum ouvirmos todos os dias nos noticiários que a cotação de determinada moeda valorizou devido à melhora na economia. Isso significa que mais pessoas, empresas, bancos desejaram investir naquele país, pois sentiram que se depositarem suas economias ali, terão mais chances de terem lucros, ou mesmo se protegerem de perdas em seus patrimônios.


No Forex existem 8 moedas que são mais negociadas no mundo todo, e cada uma representa um país ou zona econômica. São elas:


De todas as moedas negociadas no mundo, o dólar americano (USD) se sobressai por vários motivos. Entre eles tem-se o fato de ser a moeda que os países mais mantêm em reserva cambial, e devido a inúmeros ativos serem sempre negociados majoritariamente em dólar. É o caso por exemplo do petróleo e do ouro. Além disso, toda negociação de moeda no Forex acaba envolvendo o dólar, como explicado nos próximos parágrafos.


Sempre que negociamos no Forex, fazemos através de pares de moedas (não se preocupe, mais adiante será explicado). Ou seja, se compramos dólar, temos que pagar essa aquisição em alguma moeda. Se compramos dólar com nossos reais, então adquirimos os USDs e pagamos com nossos BRL’s (reais). Caso um europeu queira adquirir dólares, o fará mediante a entrega de seus euros. Nas negociações citadas, foram usados os pares USD/BRL e EUR/USD.


Porém, quando um morador do Reino Unido deseja comprar euros usando suas libras esterlinas, ele até o faz diretamente, mas em termos de negociação interbancária, primeiro há uma negociação entre a libra e o dólar, e depois uma negociação com o dólar e o euro. Por exemplo, ao adquirir 10 mil euros, primeiro acontece uma compra de dólares, pagando em libra esterlina, para só depois ocorrer a aquisição de euros usando esses dólares. Essa negociação se chama “negociação cruzada”, e você terá muito mais detalhes sobre isso ainda nesse livro, fique tranquilo.


Quem são os operadores desse mercado?


A seguir você verá uma lista de entidades que fazem parte de gigantesco mercado que é o Forex. Como você já deve saber, é um ambiente em que não só indivíduos ou empresas trocam suas moedas, mas também bancos, fundos de investimento, entre outros. É importante conhecê-los pois você terá uma noção de como funciona o Forex ao redor do mundo, e isso influenciará sua percepção de mercado.


Bancos - O mercado interbancário permite a maioria das transações comerciais no Forex e grandes quantidades de operações especulativas por dia. Alguns grandes bancos negociam BILHÕES de dólares diariamente. Às vezes essa negociação é feita em nome de clientes, mas também podem ser os traders do próprio banco operando o dinheiro da instituição.


Empresas - Como falei nos exemplos, as empresas precisam usar o câmbio para pagar por bens e serviços em países estrangeiros. Uma parte importante da atividade diária do mercado Forex vem de empresas que querem trocar moedas para realizar transações em outros países, como no caso hipotético da Apple comprando insumos na Suíça


Governos e Bancos Centrais - O Banco Central de um país pode desempenhar um papel importante no mercado de câmbio. Ele pode causar um aumento ou diminuição no valor da moeda de seu país tentando controlar a oferta dessa moeda, a inflação e a taxa de juros. É comum ouvirmos no noticiário que o Banco Central do Brasil efetuou uma venda de bilhões de dólares para conter a alta da moeda, diante de informações negativas para o Real. Em 2016 houve uma crise tão grande aqui no país que o Bacen precisou intervir diversas vezes no mercado de câmbio. Para isso os Bancos Centrais podem usar suas reservas cambiais, depositadas em outros países, para tentar estabilizar o mercado.


Fundos de Hedge - A grande maioria das transações de câmbio são de natureza especulativa. Isso significa que quem compra ou vende uma moeda não tem planos de recebê-la, de tê-la em mãos. Em vez disso a transação é executada com a única intenção de especular sobre o movimento dos preços dessa moeda em particular. Os especuladores de varejo (eu e você) somos minúsculos em comparação com os grandes Fundos de Hedge que controlam e especulam com bilhões de dólares de capital diariamente no Forex.


Indivíduos - Caso você já tenha ido para outro país e trocou seu dinheiro pela moeda local em uma casa de câmbio, ou mesmo no aeroporto ou no seu banco, você já participou do mercado Forex.


Investidores - Empresas de investimentos que gerenciam carteiras para seus clientes usam o Forex para facilitar transações em títulos estrangeiros. Por exemplo, um gestor de investimentos que controla uma carteira de ações internacional precisa usar o Forex para comprar e vender vários pares de moedas com o fim de pagar por ativos estrangeiros que queira comprar.


Traders de Varejo - E finalmente chegamos aos traders de varejo (eu e você). A indústria de comércio de varejo vem crescendo todos os dias com o advento de plataformas de negociação de Forex e a facilidade de acesso através da internet. Os traders de varejo acessam o mercado indiretamente através de uma corretora, ou mesmo um banco.


NEGOCIAÇÃO ATRAVÉS DE PARES


Já que no Forex o ativo negociado é o dinheiro, ele é um mercado bem peculiar. Ou seja, se no mercado de câmbio compramos e vendemos moedas, precisamos pagar por elas, e esse pagamento também será em dinheiro. Pode parecer confuso no início, pois é mais fácil pensar em “TROCA” de moedas. Mas tenha o entendimento que toda operação no Forex tem um custo, e esse custo precisa ser calculado, logo, precisamos considerar que para comprar dinheiro, precisamos pagar por ele, e pagar em dinheiro. E de fato é assim que acontece, não é apenas uma simulação para esclarecimento. Pois sempre que compramos moedas no Forex, entregamos outra moeda no lugar, e esse ‘entrega’ é o pagamento por aquelas que estamos adquirindo.




“Mas como raios isso funciona?”


Digamos que um europeu acredita que a economia do Japão vai piorar e a economia da Inglaterra vai melhorar. Nesse caso, já que esse trader está especulando com a variação da cotação das moedas, logo, ele não está simplesmente querendo trocar o dinheiro de sua carteira para viajar, por exemplo. Até porque ele nem está negociando a moeda de sua localidade, o euro. Há a pretensão de negociar outras moedas, de locais diferentes, e com base em análises feitas por ele. Aqui o trader europeu vai fazer uma negociação especulativa no mercado Forex, ou seja, ele quer lucrar com a variação da cotação entre a libra, o GBP, e o iene, JPY.


Para ter resultados positivos com o acontecimento esperado para os dois países, esse trader precisa adquirir libras esterlinas, se desfazendo de ienes japoneses. Ou seja, ele vai comprar GBP, e pagar em JPY. Ele irá fazer uma negociação, que envolve uma compra e uma venda simultânea. Ao adquirir as libras, ele comprou, ok. E ao pagar por elas, ele o fez em ienes, e esse pagamento em JPY foi, no âmbito do mercado Forex, uma venda de ienes!


“Como assim uma ‘venda’?”


Ocorrerão duas operações, pois há dois envolvidos em uma negociação de dinheiro. Já que haverá moedas indo e voltando, ambas as partes estarão comprando e vendendo ao mesmo tempo. Vamos lá... passo a passo. O trader vai até um banco e informa que quer comprar libras; disse também que vai pagar em ienes. Como é de interesse do banco que ele faça essa operação, por motivos que serão ensinados em outro capítulo, a instituição financeira vai tranquilamente aceitar a negociação. Nesse momento o banco vai pegar suas libras e passar para o trader. Ao mesmo tempo, o trader vai pegar seus ienes e passar para o banco


Preste atenção agora: na visão DO TRADER, ele fez uma compra de GBP, libras, e pagou em Iene Japonês, JPY.


Já na visão DO BANCO, a instituição fez uma venda de libras, e por essa venda, o banco recebeu em ienes japoneses.


Além do raciocínio acima explicado, há o fato de que para o TRADER, comprar libras e pagar em ienes, é o mesmo que vender ienes e receber em libras. Sim, é exatamente como se ele quisesse se desfazer de seus JPYs, mas desejasse fazer isso recebendo em libras.


É como quando compramos e vendemos qualquer bem, um carro por exemplo. O normal é que ao adquirir o veículo, e pagar em dinheiro, desejávamos o automóvel, e a aquisição foi feita pagando em uma moeda oficial. Mas imagine, apenas por um momento, que o objetivo inicial fosse se desfazer de uma certa quantidade de dinheiro, mas não por qualquer bem, já que o desejo final é passar o dinheiro para frente, mas somente se for por um carro. Isso mesmo, imagine que alguém tenha


dólares em espécie aqui no Brasil e não queira mais ficar com essa moeda, por acreditar que ela vai desvalorizar. Essa pessoa irá querer vender seus dólares e receber em algum outro bem, que até poderia ser em reais, mas ela desejou receber um carro como pagamento pelas notas americanas.


O que aconteceu aqui? A pessoa do exemplo fez uma venda de dólares, e recebeu o pagamento em automóvel. Mas ao mesmo tempo podemos considerar o que normalmente ocorre, ou seja, houve uma compra de um carro, e o pagamento aconteceu em dólares. No Forex, ao negociarmos moedas, cada uma com seu valor cotado, há dois bens sendo negociados, e dessa forma qualquer operação envolverá SEMPRE uma compra e uma venda ao mesmo tempo, seja da visão do comprador ou do vendedor. No mercado de câmbio, quem adquire moedas, também está vendendo outra. E quem deseja vender moedas, da mesma forma estará comprando outra divisa.


No Forex é assim: quem compra uma moeda, paga em outra (faz também uma venda). E a outra ponta da negociação, o banco por exemplo, faz uma venda de uma moeda, e recebe por isso em outra (faz também uma compra). Nos próximos capítulos, com exemplos práticos, você vai compreendendo melhor essa ideia.


Assim, com dinheiro indo e voltando, há duas operações simultâneas toda vez que uma negociação é realizada no Forex. SEMPRE, sempre será assim, para cada compra, haverá uma venda


Por isso dizemos que as moedas são negociadas em pares. No exemplo mais acima, teríamos o par de moedas Libra/Iene, ou, usando os símbolos mostrados no capítulo anterior, houve uma negociação no par GBP/JPY, ou GBPJPY, sem a barra. Quando alguém por exemplo compra euros e paga em dólares, há uma negociação, um trade, no par EURUSD.


O Brilhante Funcionamento do Mercado de Câmbio Especulativo


Voltando ao exemplo do trader europeu que desejava comprar libras pagando em ienes, poderia ser que ele NÃO tivesse JPYs para usá-los na aquisição das libras. Sem ter como pagar, como, então, ele vai conseguir realizar essa operação? A resposta para essa pergunta é a brilhante funcionalidade do Forex.


Ao negociar em uma corretora, e informar o intuito de realizar essa negociação, a instituição não vai exigir que ele tenha a disponibilidade de ienes.


“Não??” Não!


Não precisa. A instituição fará um empréstimo de ienes para o trader para que ele possa, assim, fazer a compra de libras na própria corretora! De posse dos ienes, o trader paga normalmente pelas libras, fazendo a operação que tanto deseja.


Essa explicação do processo de funcionamento do Forex é importante para que você entenda a essência da negociação no mercado. Mas fique tranquilo que ainda estudaremos a fundo os detalhes dessa transação como custos, taxas, spreads, e como fica quando o trader quiser encerrar a operação e realizar seu lucro.


Principais Pares de Moedas


Agora que você já entendeu que toda negociação no Forex será na forma de par de moedas, vamos ver quais são as principais paridades negociadas nesse ambiente.


Como dito anteriormente, o dólar, USD, é a moeda mais importante do mercado de câmbio, tendo em vista todo o potencial dos Estados Unidos. Logo, os principais pares do Forex, também conhecidos como majors, serão formados pela junção das principais moedas, citadas no capítulo anterior, com o dólar americano. São eles: EURUSD, GBPUSD, AUDUSD, NZDUSD, USDCAD, USDCHF, USDJPY.


Entre as outras moedas, ou seja, sem considerar o USD, também há pares que podem ser negociados, como o exemplo que dei da libra versus o iene, ou GBPJPY. Quando um par não contém o USD em sua composição, ele é chamado de par cruzado. Também conhecidos como minors, os principais cruzamentos dessas moedas são:

Portanto, ao todo temos 28 pares mais negociados no Forex, 7 com o dólar americano, e 21 pares sem o USD. De todos as 28 paridades, a mais negociada é o EURUSD, e isso o torna o mais líquido, sendo, portanto, o queridinho do mercado de câmbio.


Cada par tem determinadas características, que você aprenderá ao longo de sua caminhada no mundo do trading. Mas posso te adiantar que, por exemplo, o EURGBP costuma ter pouca volatilidade; já o GBPUSD é bastante volátil. Alguns traders entendem que o USDJPY segue mais os padrões de preço conhecidos; outros operadores entendem que o CHF não gosta de seguir esses padrões de


comportamento do mercado. Algumas dessas características serão bem visíveis diariamente, outras vão muito da opinião de cada participante do Forex. Cabe a você estudar os pares, e identificar quais se encaixam melhor na sua estratégia. Você aprenderá mais sobre essa verificação ainda neste livro.



HISTÓRIA DO FOREX


A título de curiosidade é bom sabermos como tudo isso começou. Em 1876 um modelo de troca de moedas baseada no ouro teve início, o famoso “Padrão Ouro”. Todas as moedas do mundo precisavam ter sua cotação baseada nesse metal. A intenção por trás disso era que as cotações das moedas ficassem estabilizadas com base na cotação do ouro. A Inglaterra, por ser a grande potência da época, e Londres o grande centro financeiro do mundo, impôs o padrão ouro naquele tempo.


Internacionalmente, o padrão-ouro significou que os países participantes adotariam um regime cambial fixo. Cada país fixou, então, o valor de sua moeda em relação a uma quantidade específica de ouro. Essas nações também se comprometeram a elaborar e pôr em prática políticas monetárias de compra e venda de ouro, de modo a preservar a equiparação da moeda com o metal.


Porém, apesar te ter sido uma intenção boa, esse modelo gerou complicações com o surgimento da Primeira Guerra Mundial. Nessa época os países europeus não tinham ouro suficiente para sustentar a quantidade de dinheiro que estava sendo emitido com vistas a pagar os grandes projetos militares. Entre a Primeira e a Segunda Guerra, o mundo viveu um período caótico para cotar adequadamente suas moedas.


Interessante que mesmo tendo seu modelo abandonado, o ouro sempre se manteve como padrão-teórico para estabelecer o valor intrínseco de várias moedas, somente não é mais o método oficial utilizado.


Para saber como de fato nasceu o Forex, vamos primeiro e rapidamente entender o que foi o "Sistema Bretton Woods" que aconteceu em 1944. Após o fim da Segunda Guerra, e tendo os Estados Unidos se firmado como nova potência mundial, o país impôs ao mundo o dólar como moeda internacionalmente reconhecida, e se colocou como tendo a supremacia no campo monetário e de finanças mundiais. Com o acordo de Bretton Woods ficou estabelecido que as moedas do mundo teriam as cotações com base no dólar, e o dólar teria sua cotação com base no ouro.


Com isso, após abandonar o modelo do padrão ouro, os países decidiram então ter taxas de câmbio fixas, e que resultariam do dólar americano como principal moeda de reserva, e que o dólar seria a única baseada no ouro. Isso significava que o ‘Padrão-Ouro’ ainda que indiretamente, tinha influência nas taxas de câmbio. Nesse período, países do mundo todo mantiveram reservas em dólares americanos. Quando solicitado, os EUA recebiam de volta os dólares, e pagava em ouro.


Os Estados unidos permaneceram trocando ouro por dólares até meados de 1971. Nesse ano, a França e outros países europeus começaram a esvaziar suas reservas de dólares o máximo possível, resgatando ouro, tudo para diminuir a influência do Tio Sam no exterior. Com isso, os EUA declararam que não trocariam mais ouro por dólares norte-americanos mantidos em reservas estrangeiras, e esse fato marcou oficialmente o fim do Sistema de Bretton Woods. O colapso desse sistema fez com que houvesse uma aceitação global das taxas de câmbio flutuantes em 1976. Esse foi de fato o nascimento do FOREX.


A partir de então, o sistema monetário internacional seria constituído de pura moeda-fiduciária, que são títulos não conversíveis, ou seja, não é lastreado em nenhum metal (ouro, prata p.ex.). O valor da moeda-fiduciária vem da confiança que as pessoas têm em quem emitiu o título. Esse título pode ser dinheiro em papel, cheque, título de crédito etc.


O câmbio flutuante é um sistema cambial em que o valor das moedas flutua, varia, de acordo com a oferta e a demanda do mercado. Se muita gente quer comprar determinada moeda, seu valor aumenta. Todavia se mais pessoas estiverem dispostas a vendê-la, seu valor diminui. É assim que funciona no Forex, e você terá plena aprendizagem desse processo, e de como ganhar dinheiro com essas ‘flutuações’.


O QUE É O FOREX TRADING?


Trading é a palavra em inglês para “negociação”. E a troca de moedas no mercado internacional de divisas, feita através de negociação, é comumente conhecida como Forex Trading.


Porém o trading no Forex diz mais respeito às operações realizadas por traders de varejo (eu e você), em que há uma especulação no preço de uma moeda em relação a outra, com o intuito do lucro com a valorização, ou mesmo a desvalorização da moeda. Sim, você leu corretamente, é possível ganhar dinheiro se uma moeda desvalorizar também. Mas isso será explicado com bastante clareza mais à frente.


Por exemplo, suponha que um japonês acredite que o dólar americano irá valorizar em relação ao Iene, nesse caso ele pode comprar o par de moedas USDJPY a um preço inferior, e torcer para que após um determinado tempo o valor do par suba e ele possa vendê-lo a um preço superior, obtendo lucro com essa operação. Esse processo já foi explicado em linhas gerais em capítulo anterior, mas é importante frisar que as negociações são sempre feitas em pares, em que uma moeda é adquirida, e para pagar essa aquisição outra moeda deve ser entregue.


Porém, se ao efetuar uma compra no par USDJPY acontecer de o dólar desvalorizar, então o investidor comprou a um preço, e então o preço do par BAIXOU, fazendo com que haja um prejuízo. É importante que você entre nesse mercado consciente dos riscos a que estará envolvido, pois no Forex não há somente recompensa, mas também prejuízos em potencial.


Nessa operação de compra de dólar e entrega de ienes, se a cotação do Dólar/Iene cair, ou seja, se o preço do dólar em relação ao iene diminuir, então quem tiver feito essa compra estará agora com um prejuízo. Isso quer dizer que se vender os dólares visando resgatar os ienes, terminará com menos ienes do que quando fez a operação.


Ao se tornar um Trader no Forex, o desejo é de ganhar dinheiro, e com isso o intuito é conseguir operações lucrativas, evitando as perdas. Porém como dito, perdas sempre existirão, são inevitáveis. Mas existe um segredo de como superar os prejuízos e ter lucros como saldo final. O objetivo desse livro é exatamente te ensinar esse caminho.


Liquidez do Mercado Forex


Quando se negocia dessa forma, acreditando na valorização de determinada moeda em relação à outra, e depois de um tempo realiza-se uma operação inversa para reaver o dinheiro inicialmente investido mais o lucro, houve uma “Especulação”. Essa atividade é predominante no Forex, ou seja, há muito mais pessoas comprando para lucrarem com a variação das cotações, do que aqueles que apenas querem viajar para a Disney, ou mesmo uma empresa que deseja comprar insumos em outro país.

Essas pessoas negociando diariamente, e na quantidade gigantesca mencionada no início do capítulo, torna o mercado Forex o mais líquido do mundo. Liquidez significa a capacidade de um ativo ser transferido a outro proprietário. Se for facilmente transferível, é mais líquido. Por exemplo, o que é mais fácil, simples e rápido de vender, uma casa ou um carro? Em condições normais, é mais fácil vender o carro, logo o bem ‘carro’ é mais líquido do que o bem ‘casa’. E isso ocorre porque há sempre mais pessoas comprando e vendendo carros, do que pessoas negociando casas.


Portanto, como no Forex há milhões de pessoas diariamente comprando e vendendo, na casa de trilhões por dia, não há outro mercado que se compare ao Forex no que diz respeito à liquidez. Se você quiser comprar dólares, é muito fácil achar quem esteja vendendo. Isso se tratando do mercado interbancário, pois não adianta nada comprar dólares e ir ao centro de sua cidade ou mesmo de porta em porta tentar vender, que nesse caso será o ativo menos líquido do mundo! Mas no ambiente do mercado de câmbio, uma negociação de moeda é feita tão rapidamente que não leva nem um segundo para ser concretizada, há sempre alguém do outro lado da negociação ansioso para vender suas moedas.


COMO SE GANHA DINHEIRO NO FOREX?


Como dito em tópico anterior, compra-se moedas de um país por acreditar que sua economia vai bem, e que pode melhorar ainda mais. Por exemplo, se eu compro U$ 10 mil dólares, pagando por eles R$ 56 mil, estando o dólar cotado a R$ 5,60 reais, caso o dólar valorize em relação ao real e atinja uma cotação de R$ 6,00, então meus U$ 10 mil dólares agora valem R$ 60 mil reais, ou seja, R$ 4 mil a mais do que eu usei para comprar. Se por ventura eu decidir vender esses dólares, eu terei meus R$ 56 mil reais de volta, e mais um lucro de R$ 4000 reais, totalizando R$ 60 mil.


Repare que as negociações no Forex, como mencionado anteriormente, sempre são negociadas em pares, pois sempre haverá a troca de uma moeda pela outra. Essa sistemática é diferente de negociar ações, por exemplo. Quando compramos uma ação, pagamos por ela seu preço determinado no momento da aquisição. Caso ela valorize e seu preço aumente, ao vendermos essa ação teremos o valor que tínhamos antes de adquirir, e mais o lucro referente a essa venda. Por exemplo, alguém que compre um lote de 100 ações da Petrobrás a R$ 25 reais, pagará por elas R$ 2.500,00. Se o preço da ação aumentar R$ 5,00, atingindo R$ 30 reais, então ao vender as 100 ações, o investidor terá recebido R$ 3.000,00. Esses 3 mil reais representam os R$ 2.500 investidos inicialmente, mais R$ 500 reais de lucros pela negociação, ou seja, R$ 5,00 reais extras por cada ação na carteira.


É através da especulação com a variação das cotações dos pares de moedas que nós, traders, podemos auferir lucros com as negociações no mercado Forex.


VANTAGENS DO MERCADO DE CÂMBIO


O Forex possui diversas vantagens em relação a outros mercados. Esses benefícios o tornaram famoso nos últimos anos, e cada vez mais pessoas desejam conhecer e operar o Foreign Exchange Market. As principais comparações são em relação a bolsas de valores no mundo todo. Enquanto as bolsas têm limitações incômodas, o Forex vem para quebrar essas barreiras e tornar o trading um atividade bastante flexível e livre de amarras. A seguir, listo algumas das vantagens mais importantes.


Funciona 24 Horas por Dia


Sim, o Forex não dorme, pelo menos de domingo à noite até sexta-feira, por 5 dias na semana, o mercado de câmbio está acordado o tempo todo. Isso acontece devido a sua característica planetária, já que a todo momento há alguma sessão de mercado financeiro aberta no mundo. Enquanto dormimos no Brasil, os japoneses e australianos estão fazendo a festa e ganhando dinheiro ao operarem em suas bolsas e mercados locais. Quando os nipônicos e conterrâneos dos cangurus vão dormir, é a vez do Tio Sam e do Big Bem entrarem em ação, já que EUA e a Inglaterra funcionam em horários diferentes. Em outro capítulo você aprenderá sobre o horário das sessões no Forex.


Nas bolsas pelo mundo existe o chamado “morning bell”, o famoso sino que dava início à abertura da bolsa de valores. Hoje, apesar de ser tudo feito eletronicamente, o efeito do ‘morning bell’ ainda persiste, marcar o início do pregão diariamente. No Forex o que se tem é a abertura da semana, mas todos os dias não precisamos de um sino que nos avise quando o ‘pregão’ vai abrir, pois simplesmente ele não encerra!


Alta Alavancagem


Apesar de ser uma faca de dois gumes, a alavancagem, se usada corretamente, se torna sem dúvida a melhor vantagem desse mercado. É com essa alavancagem que conseguimos operar no mercado, e auferir lucros com o mais simples dos movimentos na variação do preço de algum par de moeda. Para você ter uma ideia, as corretoras hoje em dia permitem operar com alavancagens de 500 vezes o valor depositado na conta, com algumas chegando a oferecer até 2000 vezes. Por exemplo, se o trader deseja adquirir U$ 100 mil dólares, basta ter na sua conta uma quantia de U$ 200! Com isso o trader fica livre para manter o restante do seu dinheiro onde quiser, não precisa nem deve ficar todo em uma corretora. Esse assunto será mais aprofundado no tema “Gestão de Capital”. O objetivo desse livro é te fazer aprender o segredo de usar essa e outras vantagens do Forex sempre a seu favor.


No mercado de ações, operar alavancado é difícil e rodeado de burocracia. Tanto as corretoras como os reguladores de mercado dificultam bastante o crédito a investidores. A consequência disso é que só é possível ter lucros maiores se o investidor tiver um capital significativo alocado, separado, em cada ação, ou mesmo se ficar com uma ordem por bastante tempo e o ativo da carteira valorizar bem.


Outro benefício atrelado à alta alavancagem, é que não é preciso ter muito dinheiro para começar a operar. Com apenas poucos dólares você já pode abrir uma conta e negociar tranquilamente. Obviamente, mesmo com a alavancagem, se o capital for muito pequeno, não será possível negociar grandes valores. De qualquer forma, antes de começar operar com dinheiro real nesse mercado, há um caminho a ser seguido, e você precisar estar preparado.


Grande Liquidez

Como explicado anteriormente, o mercado Forex é o mais líquido do mundo. Devido a essa característica, ordens são executadas em questão de milissegundos. Ou seja, sempre que você desejar operar nesse mercado, haverá alguém prontamente disposto a negociar com você. E não é preciso nem conhecer o outro lado da transação, é tudo feito eletronicamente.


Por outro lado, nas bolsas de valores por vezes a compra da ação demora um tempo, e dependendo do preço e quantidade que você quiser comprar, pode levar um tempão! Alguém que queira comprar R$ 500 mil em ações terá uma certa dificuldade, pois a bolsa precisará encontrar compradores para esse alto volume negociado de uma única vez. No Forex, ordens na casa de milhões são executadas quase que instantaneamente.


Baixo Custo


O custo para operar no Forex não se compara a outros mercados. As corretoras do mercado de câmbio ganham através de spreads e comissões. Mas se você abrir uma conta em uma boa corretora, esses valores serão mínimos, e não vão afetar sobremaneira sua negociação. Em mercados de ações, além de emolumentos e taxa de manutenção cobrados pela administradora, você ainda paga taxa de corretagem. Outro benefício interessante é que as corretoras de Forex disponibilizam gratuitamente para você o acesso a diversas plataformas, como o Metatrader por exemplo. Além disso é possível abrir contas demonstrativas e ir treinando operar nesse mercado, também sem custo algum. Enquanto nas bolsas, é difícil achar uma corretora que ofereça esse serviço sem pagar nada por ele.


Outras Vantagens


- Menos pares de moedas para manter a atenção em vez de milhares de ações


- Liberdade de operação em qualquer parte do mundo, somente precisando de um notebook e uma conexão com a internet


- A volatilidade do mercado permite que os traders lucrem com o mercado indo para qualquer direção. A mesma facilidade que o trader encontra em comprar um par de moeda, ele também encontra em vender. Dessa forma é possível lucrar tanto na alta, quanto na queda.



PORQUE O FOREX É TÃO ATRATIVO?


Ser um trader do Forex te dá a chance de fazer crescer seu patrimônio significativamente, e com um grande capital investido e rendendo bem, é possível ter um tipo de estilo de vida incrivelmente satisfatório. Imagine-se trabalhando somente com um laptop, em qualquer lugar do mundo, e auferindo rendimentos somente com o mover dos preços no mercado. Sem precisar bater ponto, sem precisar passar horas trabalhando, sem o incômodo de ter que lidar com os mais variados ânimos de pessoas no trabalho; tendo tempo para sua família, sua vida, seus hobbies, enquanto seus rendimentos dos investimentos entram para pagar suas contas.


Bom, não é fácil alcançar esse nível, mas é plenamente possível, desde que você seja uma pessoa disciplinada e determinada. Também não é algo a se buscar agora no início da caminhada, levará alguns anos para atingir esse patamar.


Abaixo eu relaciono algumas características dos traders de sucesso que você precisará adotar. É basicamente uma lista das habilidades que você tem que desenvolver para atingir o nível de sucesso que almeja nesse mercado.


Dedicação: é preciso se esforçar da maneira correta para ser o melhor trader de Forex possível


Disciplina: a consistência no trading vem de uma abordagem firme e mecânica, sem desvios quanto ao tratamento do mercado. É a disciplina para seguir à risca seu planejamento, sem vacilar


Confiança: de acreditar em você mesmo e no seu sistema utilizado. É não ter medo da incerteza que impera no mercado financeiro, e dos mais variados resultados possíveis


Foco: em seguir o plano, não desviando sua atenção para qualquer outra coisa fora dele. Concentração no planejamento é a chave para a disciplina


Lógica: para visualizar o movimento dos preços de uma forma objetiva e sem complicações


Organização: que cria hábitos de trading positivos, que devem ser reforçados continuamente


Paciência: para aguardar o seu sistema mostrar o sinal, durante o tempo que for preciso, se mantendo firme enquanto espera. É saber se manter quieto, e não pular dentro de um trade por emoção e achismos.


Realismo: para entender a realidade do mercado e do trading; compreender e aceitar que leva tempo até atingir o sucesso


Autocontrole: para evitar emoções que atrapalhem seu foco e disciplina, que inevitavelmente levariam a perder a paciência e errar na execução de seu plano. É se manter firme para não cair no perigo do overtrading, nem operar arriscando demais


Como traders, podemos aproveitar a alta alavancagem, liquidez e volatilidade do mercado Forex, aprendendo e dominando de forma eficiente uma estratégia de negociação, construindo um plano de negociação eficaz em torno desse sistema, e seguindo-o com uma disciplina sólida como uma rocha.


De antemão já fique sabendo que o gerenciamento de risco é a chave para o sucesso. Alavancagem é uma faca de dois gumes, pois pode te fazer ter altos lucros,


como também fazer você perder muito dinheiro rapidamente. A chave para o gerenciamento de risco adequado no Forex é SEMPRE saber o risco envolvido, a exata quantia de dinheiro que pode perder em um trade ANTES de entrar em uma operação. E mais, estar TOTALMENTE tranquilo com a possível perda dessa quantia, pois qualquer trade pode ser uma operação perdedora.


ALERTA


Antes de finalizar essa parte inicial, é necessário um alerta muito importante. Embora o Forex seja um mercado gigante e cheio de oportunidades para ser lucrativo, preciso avisar a você que existe tanto um grande potencial de lucros, como potencial de perdas. É comum as pessoas virem para o Forex pensando apenas nas recompensas e ignorando completamente os riscos envolvidos. Se você quer ter sucesso no Forex, e ter o estilo de vida dos traders de sucesso, é crucial que você entenda que qualquer trade, qualquer operação, pode dar prejuízo. A chave está em saber gerenciar esse risco adequadamente, assumindo as perdas quando ocorrerem, e se manter disciplinado na execução do plano.


Mais abaixo você encontrará o link para a próxima aula


 

ABRA SUA CONTA NA MELHOR CORRETORA DE FOREX


Caso você queira começar a operar no Forex, abra uma conta demo ou conta real na IC Markets, a melhor corretora de Forex atualmente. Spread praticamente zero, aceita depósitos baixos, tem o gráfico correto do Forex (alinhado com Nova York). A IC Markets é a corretora que eu uso e recomendo. Basta clicar na imagem abaixo.



Veja como abrir uma conta DEMO através desse tutorial

Caso queira abrir um conta REAL, veja esse outro passo a passo.

Use o código 39427 no campo "Corretor Afiliado", e conte comigo para o que precisar. Estou à disposição para te ajudar nesse início da caminhada de trader profissional


 

COMENTE


Gostou desse texto? Tem alguma dúvida, crítica ou elogio? Deixe um comentário abaixo. Gosto muito de um feedback dos leitores, pois isso me ajuda bastante a sempre manter o site com ótimos conteúdos.

 

LINKS IMPORTANTES


Estúdio de Análises AO VIVOclique aqui

- Canal Eu Sou Trader Investidor no YouTube, clique aqui

- Grupos de Whatsapp e Telegram, clique aqui

- Meu Whatsapp: (81) 999258963


E se tiver alguma dúvida, não hesite em me contatar ;D


Um grande abraço e fiquem com Deus.


Enéias Nascimento

Trader Investidor

 

Próximo Capítulo >>



AVISO

Isenção de responsabilidade

Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos analistas de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Nenhum ativo e/ou estratégia de investimentos aqui mencionados devem ser considerados indicação de investimento. Este site representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. O Eu Sou Trader Investidor e os seus criadores não são responsáveis pelos resultados de suas decisões, nem responsáveis pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este site deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro. Forex é um ambiente de alto risco, onde a alta alavancagem permitida pelas corretoras pode fazer o trader ter grandes perdas. Por isso sempre aja consciente, sabendo gerenciar o seu risco.